Dermatologia Clínica

O que é?

A Dermatologia é uma especialidade médica cuja área de conhecimento se concentra no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças relacionadas à pele, pelos, mucosas e unhas. É voltada para o diagnóstico e tratamento de doenças, além de orientar os pacientes sobre cuidados gerais, promovendo a manutenção da saúde da pele.

Conheça nossos tratamentos:

  • Acne

    A Acne se desenvolve mais frequência na face, pescoço, colo, ombros e costas e pode variar de leve a grave. Podendo durar alguns meses, muitos anos, ou ir e vir durante toda a vida. Os graus mais leves são compostos por cravos e espinhas, já os graus mais graves podem apresentar além das lesões leves, nódulos e cistos. Em alguns casos a acne pode levar à baixa auto estima, por isso o paciente deve sempre procurar um médico que irá indicar o melhor tratamento para cada quadro, não só para controlar o quadro da acne, mas também para evitar complicações do quadro como manchas e cicatrizes e devolver ao paciente seu bem estar.
  • Alergias

    Coceiras, vermelhidão, bolinhas brancas e avermelhadas na pele, tudo isso podem ser manifestações da alergia de pele em diferentes regiões como: mãos, pés, boca, braços, axilas, pescoço, pernas, costas ou barriga. As alergias de pele podem ter diversos sintomas, alergia a desodorantes, medicamentos, sol, picadas de insetos, bijuteria e até mesmo a protetor solar. O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos recomendados por um médico e o tipo de tratamento vai depender da intensidade dos sintomas. Normalmente é feito com anti-histamínicos ou com corticoides, em forma de xarope ou comprimidos que servem para aliviar e tratar os sintomas da alergia.
  • Alopecia

    Quando a quantidade de cabelo perdida diariamente começa a ter um grande volume, é hora de se preocupar! Garantir que o cabelo receba os cuidados adequados o quanto antes, é essencial para que o problema seja controlado com eficácia e para isso, devem ser feitos exames que avaliem como a queda começou, considerando fatores genéticos e outros aspectos importantes. Listamos abaixo, alguns dos possíveis motivos que podem estar causando a queda excessiva dos fios:
    – Estresse físico ou emocional
    – Alterações da tireoide
    – Dieta desequilibra
    – Excesso de procedimentos químicos
    – Fatores genéticos
  • Câncer de Pele

    O Câncer de pele é uma das doenças cujo número de pacientes tem aumentado de maneira alarmante nos últimos anos, por isso é tão importante estar atento aos possíveis sinais em seu corpo. Afeta frequentemente adultos com mais de 50 anos, mas isso não exclui pessoas mais jovens e seu aparecimento está relacionado uma contínua exposição à radiação emitida pelos raios do sol que leva à mutações no DNA das células epiteliais. A maioria dos casos de Câncer de pele são da variedade não melanoma, isso quer dizer que podem ser controlados de maneira mais eficaz. Mas é fundamental reconhecer seus sinais o quanto antes, já que o tempo é um fator chave para evitar que evolua e se torne mais agressivo. Fique atento, tenha um acompanhamento constante de seu médico, conheça e identifique possíveis sintomas de câncer de pele.
  • Dermatite Seborreica

    A Dermatite Seborreica corresponde a uma inflamação na pele que causa descamação e vermelhidão em algumas áreas do rosto que são mais oleosas, como sobrancelhas, cantinhos do nariz, couro cabeludo e orelhas. É uma doença crônica e não é contagiosa. Também não é causada por falta de higiene e pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos como por exemplo: alergias, situações de estresse emocional, baixa temperatura, álcool, medicamentos e excesso de oleosidade na pele. O diagnóstico para tratamento é feito clinicamente por um médico e o tratamento precoce das crises é muito importante para uma rápida recuperação
  • Doenças de Unhas

    As agressões às unhas são diversas, desde uma unha encravada até uma infecção por vírus, bactérias ou fungos, passando pelas prensadas nas portas, ou mesmo o uso de sapatos apertados. A maioria dos traumatismos tem cicatrização natural, mas há lesões que necessitam de assistência médica. Se houver alteração na cor e no formato da unha, descamação da pele ao redor, ou das próprias unhas, dor, linhas brancas ou escuras, ranhuras e fragilidade (unhas quebradiças) é hora de consultar um médico. As doenças mais comuns das unhas são:
    – Micose
    – Unhas quebradiças
    – Unhas encravadas
    – Descolamento de unhas
    – Unhas amareladas
    – Infecções bacterianas e fúngicas;
    – Dermatites nas mãos e unhas
  • Herpes Labial

    O Herpes Labial é causado por um vírus que normalmente é transmitido por contato direto com outra pessoa infectada. Esse vírus fica adormecido no organismo por meses e até anos. Existem alguns fatores que podem “acordar” o vírus, promovendo o surgimento da doença e os mais frequentes são: exposição excessiva ao sol, estresse, traumas na região, excesso de frio etc. O Herpes tem tratamento, portanto procure seu dermatologista e peça orientação logo que aparecerem os primeiros sinais.
  • Milium

    São pequenos cistos epidérmicos localizados na camada mais superficial da pele, não são constituídos de sebo e sim de queratina, proteína que constitui nossa pele. Possuem o formato de bolinhas na cor amarela ou esbranquiçada, geralmente estão localizadas no rosto, principalmente ao redor dos olhos, mas podem aparecer em qualquer parte do corpo e são confundidas erroneamente com acnes. Nunca tente remover um milium espremendo-o como uma espinha e nem com agulhas, pois pode machucar a pele e levar á uma infecção no local. Existem dois tipos: os primários que aparecem em recém-nascidos, no rosto, em especial no nariz. E os secundários que podem ser encontrados em qualquer parte do corpo e se manifestar em qualquer idade. Surgem espontaneamente, por tendência genética, após traumas ou em decorrência de doenças de pele. O tratamento deve ser feito através de cremes esfoliantes ou de ácidos, limpeza de pele, peelings ou remoção cirúrgica, por um profissional habilitado.
  • Psoríase

    Psoríase é uma doença inflamatória da pele que causa lesões avermelhadas e descamativas que aparecem em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Além da genética, outras causas estão envolvidas no aparecimento e evolução da doença. Fatores psicológicos, estresse, exposição ao frio, uso de certos medicamentos e ingestão alcoólica pioram o quadro. A psoríase não tem cura mas tem tratamento, não há como prevenir a doença, embora seja possível controlar a reincidência. Casos leves e moderados (cerca de 80%) podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol. Medicamentos por via oral só são introduzidos nos casos mais graves.
  • Rosácea

    A Rosácea corresponde a uma vermelhidão em áreas do rosto, que tende a piorar no frio, banhos quentes, ingestão de álcool e alimentos apimentados ou condimentados. Muitas vezes causa uma sensação de ardor ou formigamento no rosto e os vasos sanguíneos se tornam mais aparente na região. Ainda não foi descoberta uma cura definitiva, mas existem diversas maneiras de se prevenir contra as crises e alguns tratamentos ajudam a conter a evolução da Rosácea. A dica é evitar ou reduzir muito o consumo de álcool e ingestão de alimentos apimentados ou condimentados. Evitar a exposição da pele a ambientes muito frios ou quentes demais. Fazer uso de cremes e loções indicados pelo seu dermatologista. E em alguns casos mais graves, fazer uso de medicamentos orais.